Arquivos da Categoria: Psicodelia

Blues da sarjeta


Por Débora Alcântara
De Belo Horizonte

ImageA vida difícil numa das diversas repúblicas de estudantes da cidade de Itabuna, interior da Bahia, foi a condição propícia para o nascimento, em 2008, da Banda Mendigos Blues, nome sugestivo, por sinal, para decifrar as agruras tratadas com sarcasmo, através da música. “A situação era tão cabulosa que éramos conhecidos como tal”, admite Ismerarock, vocalista e um dos demiurgos do grupo na guitarra e no violão. A banda também conta com Jonnie Walker (vocais e guitarra), Ayam U´Brais (baixo e vocais) e Chucri (bateria).

Para seu acalento, a turma foi beber na literatura de Charles Bukowski a naturalidade de viver na dita “sarjeta”, fazendo dela, acima de tudo, uma rica fonte de inspiração. “Acho que a maior influência que levo de Buk é essa: não tenho a mesma visão de sucesso da sociedade burguesa. Quero tão pouco pra mim!”, esmiúça Ismera. Saiba mais

Anúncios

O sagrado no cinema de Lars Von Trier

Por Luiz Lopes

De Divinópolis (MG)

Há algum tempo numa conversa informal com uma professora que estudou o sagrado no mestrado e no doutorado, perguntei a ela, qual era sua crença, se de todas as religiões, havia alguma que lhe falava mais de perto. Ela retrucou com algo tão bonito que de lá para cá venho pensando sempre na sua resposta: “Eu acredito no sagrado, acho que todo mundo que ama acredita no sagrado, eu amo minhas filhas e, por isso, acredito no sagrado”. Saiba mais

Os Novos Baianos e a contracultura

Por Débora Alcântara
De Salvador

Mais que dois. Descalços, andando pelo mundo, como eram, como podiam ser, tinindo, trincando, vestidos de lunetas, deixando e recebendo um tanto. Assim foram Os Novos Baianos, um movimento nascido em 1969, em Salvador. Em dez dias, no ano de 1973, o produtor Solano Ribeiro, precursor do modelo dos “festivais de música” no Brasil dos anos 60 e 70, conseguiu registrar um pouco do sistema alternativo criado por eles, com o documentário “Novos Baianos FC”, realizado num sítio comunitário no Rio de Janeiro, onde a trupe morou de 1970 a 1975. A encomenda freelancer para uma emissora alemã acabou se tornando uma pérola que mostra um pouco de como aconteceu um dos mais importantes movimentos contraculturais brasileiros.  Saiba mais

The Great Gig in the Sky – Pink Floyd

Por Marcos Veríssimo Alves

De Santander/Espanha

Há músicas, ou discos inteiros, que realmente marcam uma pessoa. Comigo, há um grupo, álbum e música completos. Sem contar com o vídeo, que é lindo: “The Great Gig in the Sky”, do Pink Floyd (Floyd, para os íntimos). A primeira música que escutei do Pink Floyd em minha vida foi, justamente, “The Great Gig in the Sky”. Eu era um pirralhinho de uns dez ou onze anos e, ao voltar da escola pela manhã, assistia a um programa de videoclipes na TV Bandeirantes do Rio, onde passava o clipe do “Eternal Caravan of Reincarnation”, do Santana, entre outras pérolas. Fiquei hipnotizado, mas ainda não estava completamente preparado para essa turma da psicodelia. Saiba mais