Arquivos Mensais: fevereiro 2012

Bixiga 70, do Bixiga para o mundo

Por Débora Alcântara
De Salvador

Um sonzaço! Para aqueles que curtem o demiurgo do afro-beat, Fela Kuti, vai vibrar com a banda paulistana Bixiga 70, que soma um pouco mais de um ano. Novinha, mas imbuída até a medula de ancestralidade. O despejo dos golpes duplos no bumbo são incrementados com o melhor de nossa africanidade hibridizada. Bixiga, porque foi num estúdio localizado no bairro da terra da garoa, Bixiga, onde o conjunto nasceu, no número 70 da rua Treze de Maio. Mas o 70 não é só o endereço. A referência maior é à banda Afrika 70, formada pelo nigeriano Fela Kuti.  É no bairro do Bixiga que os dez músicos tecem o laço entre o passado e o futuro através de uma leitura da música cosmopolita de países como Gana e Nigéria, dos tambores dos terreiros e dos afro-sambas, da música malinké e de uma aposta despretenciosa para o improviso e a dança. Aumente o som e se entregue à sinestesia com Décio 7 na bateria, Rômulo Nardes e Gustávo Cék na percussão, Marcelo Dworecki no baixo, Mauricio Fleury com suas teclas e guitarra, Cris Scabello também na guitarra, Cuca Ferreira no sax barítono, Doug Bone no trombone, Dany Boy no sax tenor e Daniel Gralha com seu trompete.

No passo do Criolo Doido

Por Diego Menezes
De Salvador
Criolo, também conhecido como Criolo Doido, é um cantor e rapper que exerce a sua rima desde 1989, tendo   trabalhado como educador de 1994 a 2000. Mas somente a partir de 2011 passou a ser reconhecido, tendo lançado dois álbuns: o primeiro em 2006, entitulado “Criolo Doido – Ainda Há Tempo”, e o seu segundo e mais novo, “Criolo – Nó Na Orelha”, de 2011, tendo este ganhado inúmeros prêmios no VMB 2011 da MTV, apresentando-se inclusive ao lado de Caetano Veloso durante o evento. Saiba mais